sábado, 29 de janeiro de 2011

Sabado o que fazer para o almoço??

Salada de Macarrão

  • 250 grs de fiambre
  • 1 chávena de maionese
  • 2 ovos cozidos
  • ½ limão
  • mostarda
  • sal q.b.
  • 200 grs de macarrão

Coza o macarrão em água temperada com sal.
Passe-o por água fria e escorra-o.
Corte o fiambre em quadradinhos e os ovos em rodelas.
Coloque tudo numa saladeira, e regue com a maionese temperada com sumo de limão e mostarda. 
Enfeite com azeitonas pretas.
Sirva fresca.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Dietas, Ginásio e Sexo

Estarão ou não as dietas na moda?
Ao que parece as dietas caíram novamente na moda de todos nós, até mais que ter um belo par de sapatos J.S.,

ter um corpo magro e esbelto tornou-se uma das prioridades das mulheres da nossa sociedade.
Elas pesquisam a net à procura da pílula mágica, elas têm a verdadeira biblioteca com revistas e livros sobre o assunto, elas apontam todas as receitas e mesinhas que ouvem das amigas, elas até estão dispostas a recorrer as papas de linhaça feitas em água morna se isso lhes trouxer o corpo da Demi More que nunca tiveram;

Mal sabem elas que as amigas enquanto escrevem que só comem maçãs, bebem litros de café com leite em substituição de alimentos duros ou se entregam tão somente aos xás miraculosos cozinham em segredo grandes petiscos que enfardam sem que ninguém saiba- até porque a fome é negra e ninguém resiste a uma bela tarte; depois se a dieta seguida não resultar (que isto de aparecer em publico sem resultados é um passaporte para a desgraça social) podem sempre alegar que até a água as engorda -ao que as amigas acolhem com um abraço e uma frase de "não desistas que vais conseguir" mas que no fundo e no segredo de só duas línguas soa a "viste que gorda que ela está, acho até que está mais gorda que antes"

Caras leitoras, não é motivo para desesperar nem cair em boca alheia (que sabe-se lá quem faz uma higiene oral como deve ser) o segredo para se perder as malditas calorias, banhinhas, papos, gordurinhas ou lá o que lhe queiram chamar carinhosamente não está no passar fome ou ir ao ginásio a todas as horas na esperança de que os kilos a mais se apaixonem pelo treinador e lá fiquem com ele

o segredo está numa mais antigas artes da humanidade - SEXO - dizem as estatísticas que um beijo bem dado  faz com que se perca cerca de 12 calorias,  agora é só fazer contas de cabeça: se num beijo vão 12 calorias quantas se queimaram numa noite de beijos? já para não falar que cada por cada nível de dificuldade que acrescentar à sua noite (e espero que me entendam mas se são leigas na materia poderão sempre consultar o K. S.) são mais umas contas calorias que vão queimar e tudo sem o minino sofrimento que é a fome ou as horas no ginásio em frente de todos aqueles olhos incriminatórios.

Larguem as verduras, os abatanados, as linhaças, as maçãs e os xás,
esqueçam o stress do ginásio; sim que isto de despir a roupa em frente a uma magra é pior que confessar o pecado ao senhor prior

e entreguem-se ao prazer do sexo (recomendamos que seguro sempre), e vão ver senão tenho razão, é um dois em um:
- o seu marido vai apoiar esta sua iniciativa a 100% (e todas nós sabemos o quanto sabe bem eles apoiarem os nossos projectos)
- com o dinheiro que poupar dos ginásio pode sempre comprar aquele lingerie lindo com que sempre sonhou e  que só serve a moças como a Demi More.

Aqui entre nós eu conheço dois ou três casos que deviam estar semanas, meses até, NON STOP nesta actividade, isto se querem chegar ao verão a caberem nas roupas que publicitam com tanto fervor!! só me falta saber se são adeptas da modalidade ou não; quem sabe para a semana fico a saber quando der pela falta delas no ginásio lá do bairro!!



*S.C.*

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Elogio ao Amor

Hoje deixo-vos com um dos textos mais bonitos que já li.

"Quero fazer o elogio do amor puro. Parece-me que já ninguém se apaixona de verdade. Já ninguém quer viver um amor impossível. Já ninguém aceita amar sem uma razão. Hoje as pessoas apaixonam-se por uma questão de prática. Porque dá jeito. Porque são colegas e estão ali mesmo ao lado.
Porque se dão bem e não se chateiam muito. Porque faz sentido. Porque é mais barato, por causa da casa. Por causa da cama. Por causa das cuecas e das calças e das contas da lavandaria.
Hoje em dia as pessoas fazem contratos pré-nupciais, discutem tudo de antemão, fazem planos e à mínima merdinha entram logo em "diálogo". O amor passou a ser passível de ser combinado. Os amantes tornaram-se sócios. Reúnem-se, discutem problemas, tomam decisões. O amor transformou-se numa variante psico-sócio-bio-ecológica de camaradagem. A paixão, que devia ser desmedida, é na medida do possível. O amor tornou-se uma questão prática. O resultado é que as pessoas, em vez de se apaixonarem de verdade, ficam "praticamente" apaixonadas.
Eu quero fazer o elogio do amor puro, do amor cego, do amor estúpido, do amor doente, do único amor verdadeiro que há, estou farto de conversas, farto de compreensões, farto de conveniências de serviço. Nunca vi namorados tão embrutecidos, tão cobardes e tão comodistas como os de hoje.
Incapazes de um gesto largo, de correr um risco, de um rasgo de ousadia, são uma raça de telefoneiros e capangas de cantina, malta do "tá tudo bem, tudo bem", tomadores de bicas, alcançadores de compromissos, bananóides, borra-botas, matadores do romance, romanticidas. Já ninguém se apaixona? Já ninguém aceita a paixão pura, a saudade sem fim, a tristeza, o desequilíbrio, o medo, o custo, o amor, a doença que é como um cancro a comer-nos o coração e que nos canta no peito ao mesmo tempo?
O amor é uma coisa, a vida é outra. O amor não é para ser uma ajudinha. Não é para ser o alívio, o repouso, o intervalo, a pancadinha nas costas, a pausa que refresca, o pronto-socorro da tortuosa estrada da vida, o nosso "dá lá um jeitinho sentimental". Odeio esta mania contemporânea por sopas e descanso. Odeio os novos casalinhos. Para onde quer que se olhe, já não se vê romance, gritaria, maluquice, facada, abraços, flores. O amor fechou a loja. Foi trespassada ao pessoal da pantufa e da serenidade. Amor é amor. É essa beleza. É esse perigo. O nosso amor não é para nos compreender, não é para nos ajudar, não é para nos fazer felizes. Tanto pode como não pode. Tanto faz. É uma questão de azar. O nosso amor não é para nos amar, para nos levar de repente ao céu, a tempo ainda de apanhar um bocadinho de inferno aberto.
O amor é uma coisa, a vida é outra. A vida às vezes mata o amor. A "vidinha" é uma convivência assassina. O amor puro não é um meio, não é um fim, não é um princípio, não é um destino. O amor puro é uma condição. Tem tanto a ver com a vida de cada um como o clima. O amor não se percebe. Não dá para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende. O amor é uma verdade. É por isso que a ilusão é necessária. A ilusão é bonita, não faz mal. Que se invente e minta e sonhe o que quiser. O amor é uma coisa, a vida é outra. A realidade pode matar, o amor é mais bonito que a vida. A vida que se lixe. Num momento, num olhar, o coração apanha-se para sempre. Ama-se alguém. Por muito longe, por muito difícil, por muito desesperadamente. O coração guarda o que se nos escapa das mãos. E durante o dia e durante a vida, quando não esta lá quem se ama, não é ela que nos acompanha - é o nosso amor, o amor que se lhe tem.
Não é para perceber. É sinal de amor puro não se perceber, amar e não se ter, querer e não guardar a esperança, doer sem ficar magoado, viver sozinho, triste, mas mais acompanhado de quem vive feliz. Não se pode ceder. Não se pode resistir.
A vida é uma coisa, o amor é outra. A vida dura a vida inteira, o amor não. Só um mundo de amor pode durar a vida inteira. E valê-la também. "

ELOGIO AO AMOR - Miguel Esteves Cardoso in Expresso

*S.*

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Quando chega hora de comprar um sofá novo

Aconselhamos fortemente que quando chega a hora de adquirir um novo sofá não seja forreta e não vá para o mais barata, até porque o sofá é das únicas peças de mobiliário que você não troca todos os anos; um sofá em norma é para uma vida

Escolha uma boa qualidade em termos de material,
algo discreto e suave não se esqueça que vai ficar com ele por muito tempo,
escolha modelos simples para facilitar a troca de mobiliário á sua volta
e tenha sempre em consideração o factor ter crianças ou animais em casa; nestes casos aconselhamos a aquisição de materiais laváveis.

deixamos algumas ideias






Boas escolhas.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Heaven-on-Heels

é a nossa sugestão da semana para a rubrica de 3 feira "Sempre na Moda"

Quem é a mulher que nunca pensou que a calçada portuguesa não é propriamente a melhor amiga dos seus sapatos?? penso que não haverá uma unica ao cimo da terra e por isso mesmo alguém pensou em nós e criou esta, que quase me atrevo a chamar-lhe a Oitava Maravilha do Mundo,

Heaven-on-Heels 
(link da pagina com informação)
não vejo necessidade de alongar muito os elogios a esta invenção, vejo sim necessidade de vos dizer onde podem adquirir este mimo

Loja das Meiast: 21 371 03 00
Rua Castilho, 39

Centro Comercial das Amoreiras
Lojas 2001-2-4
Av. Eng. Duarte Pacheco

Av. Conde Valbom, 4
2750-508 Cascais

Stivalit: 21 386 09 44
Rua Castilho, 71 C


por fim deixo-lhe umas fotos destes novos amigos


Eu já tenho e voçê está á espera de quê???

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

No laundry service

Toda a mulher sonha com a relação e homem perfeitos. Nenhum homem é perfeito se passarmos demasiado tempo com ele e daí, nenhuma relação será perfeita.
Há que conhecer apenas o essencial, e dar a conhecer o nosso essencial, sem mais perguntas, apenas com a garantia de que temos ali bom sexo quando dá vontade.
E afinal quanto mais misterioso um homem é, mais gostamos!

Seja casada ou solteira, ter um amante à disposição é o ideal. O mundo mudou e ao contrário de tempos passados, é a mulher que agora toma as rédeas de uma relação pouco séria e sem obrigações.

Ter um relacionamento sério é como um telemóvel de assinatura mensal. Quando chega a conta só nos apetece rescindir o contrato porque estamos a pagar demasiado pelo serviço... mas o serviço apesar de caro é muito bom e nós adoramos e não conseguimos deixar...
Mas quem não se rende aos recarregáveis que permitem chamadas à borla ou carregamentos não-obrigatórios? Quem tem uma assinatura mensal, tem um recarregável sempre à mão para usar quando dá mais jeito que ligar do telemóvel "oficial". É um telemóvel diferente, com boa bateria, para funcionar em pleno e que nos deixa falar horas com as nossas amigas, gratuitamente!
O segredo da relação perfeita não é ter uma relação, é ter um amante!

Se tiver ele um compromisso sério, um casamento, ainda melhor, pois o tempo livre vai ser menor e não vai telefonar 30 vezes e enviar aquelas 700 mensagens que aborrecem ao fim da primeira hora. Além disso é como termos uma empregada doméstica, não há roupa para lavar, jantar para fazer, gravata a escolher para o dia seguinte.
Se a coisa funciona bem, nem é preciso falar. Ele sabe quando pode e deve aparecer! E está já com a predisposição para!

E no final do dia só temos de nos preocupar se vamos estar uma hora num banho de espuma ou quinze minutos no chuveiro, com a certeza de que uma tranquila noite de sono nos espera, esse sono essencial para que continuemos com todo o nosso glamour e poder de sedução!

*Glamorous V. ;)

domingo, 23 de janeiro de 2011

Rubrica Domingos em casa

Hoje vá votar, levante-se cedo agarre nos miúdos e vá VOTAR, a seguir aproveite o resto do dia para passear com eles e almoçar fora.

Bom Domingo